Bannerid

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Texto e video: Cruzeiros, crianças e piscinas: onde estão os salva vidas?



Abaixo um texto com video sobre o perigo de afogamento em piscinas de navios de cruzeiro e a falta de profissionais salva-vidas nos navios. Como a reportagem é americana a ênfase são nas companhias Norwegian, Royal, Carnival e Disney Cruises.

É de suma importância que pais e responsáveis por crianças, ao contratar um cruzeiro, saibam desses detalhes para garantir a segurança e evitar trágicos acidentes.

Propaganda da Disney Cruise Line convocando salva vidas para trabalhar em seus cruzeiros (dcl.disneycareers.com)

Texto de Jim Walker, advogado marítimo e dono do blog Cruise Law News.

"O programa Today Show da NBC transmitiu uma reportagem especial esta manhã intitulado 'Por que alguns navios de cruzeiro não têm salva-vidas para assistir as crianças?'Na minha opinião, a resposta é simples: as companhias de cruzeiro estão cortando gastos para aumentar os lucros. Além disso, as companhias não enfrentam quaisquer consequência jurídica se a criança morre. A indústria de cruzeiros não enfrenta a responsabilização financeira, porque a vida de uma criança não tem valor financeiro no âmbito do Death on the High Seas Act (lei que prevê ação contra o proprietário do navio se tripulante for morto em águas internacionais). 
Muitos fãs de cruzeiros gostam de atribuir culpa 100% sobre os pais. No entanto, isso não vai impedir as crianças de se afogarem em piscinas sem supervisão. As companhias de cruzeiro têm a obrigação legal e o cuidado necessário para manter as crianças seguras. Não contratar um salva-vidas é um ato imprudente. Um sinal de aviso por si só não vai funcionar. Crianças não prestam atenção aos sinais, e algumas crianças sequer sabem ler. As crianças pequenas não podem compreender os riscos envolvidos, especialmente se eles não podem nadar. 
A Associação Internacional de Linhas de Cruzeiro (CLIA) diz que tenta gerir a segurança das piscinas para as crianças apenas usando sinais. É uma política falha que irá garantir que as crianças se afoguem durante as férias de cruzeiro."


Visit NBCNews.com for breaking news, world news, and news about the economy

Transcrição do video:
Próprio para famílias com diversão para todos, as piscinas e toboáguas dos cruzeiros são repletas de crianças. Mas você sabia que a maioria das principais companhias de cruzeiro não tem um único salva-vidas a bordo?Para algumas famílias estas férias de sonho se transformaram em pesadelo. 
Diversão ao sol em alto-mar, piscinas pitorescas e um frenesi de atividades para as crianças.1,5 milhões de crianças em cruzeiros todos os anos, mas onde estão os salva-vidas?Não há qualquer salva vida em três das maiores linhas de cruzeiro: Royal Caribbean, Norwegian e Carnival.
"Nós nos viramos por um momento e nosso filho tinha ido embora". Esta criança de 4 anos quase não sobreviveu quando foi puxada inconsciente da piscina a bordo do Oasis of the Seas da Royal Caribbean. Sua recuperação é um milagre. Graças à tripulação do navio, um passageiro saltou. Mais uma vez foi um passageiro que resgatado o garoto Chase quando ele quase se afogou, caindo na piscina chamada 'The Donald Pool' bordo do navio de cruzeiros Disney Fantasy."Eu sentei lá e orei a Deus para agradar a dar-me o meu filho, ele sofreu grandes danos cerebrais, outras crianças não sobrevivem.
Mantido vivo in Hunter, uma criança de 6 anos de idade com um sorriso contagiante era para estar em perfeita saúde e, de repente, ele está lá e não há nada que eu possa fazer."
Quentin se afogou na piscina principal, a bordo do Carnival Victory e mais uma vez, não havia salva-vidas nestes cruzeiros, que muitas vezes têm mais de 1.000 membros da tripulação por cruzeiro servindo alimentos, bebidas, mas não salva-vidas. Tenho andado pelo navio todos os dias e temos visto funcionários entregando alimentos, bebidas e toalhas, mas nenhum funcionário checando a piscina. Isso mesmo, um ano e meio depois, ainda não há salva-vidas. Tudo se resume a uma pergunta. Quantos filhos tem que morrer?Este advogado representante da família da última vítima diz: "Por que as linhas de cruzeiro não adicionar um salva-vidas?" 
A segurança é uma prioridade e como a maioria dos hotéis e resorts em terra, muitas linhas de cruzeiro fornecem placas e salva-vidas, mas para os pais de Quentin uma placa não é suficiente."Qual é a sua mensagem para as famílias assistindo prestes a fazer um cruzeiro?" 
"Se eles não têm salva-vidas, peça o seu dinheiro de volta. Eles não estão olhando para nós. Eles estão olhando para seus bolsos e isso não é justo."A indústria de cruzeiros nos diz que estão revendo a necessidade de novas ações, possivelmente sobre as piscinas. A Disney Cruise Line já tomou medidas, colocando salva vidas em todos os seus navios desde o final de 2013, depois que uma criança de 4 anos quase se afogou. Se uma companhia de cruzeiro pode fazê-lo, por que o resto não pode?


Fonte: texto do blog Cruise Law News

2leep.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário