Bannerid

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Os problemas da dragagem em Santos



Por diversas vezes divulgamos as operações de dragagem do Porto de Santos, as etapas do processo, as chamadas da Codesp, as dragas e barcaças que estavam realizando o serviço. Passados 5 anos e cerca de R$190 milhões de investimento o canal portuário de Santos que deveria atingir a profundidade de 15 metros e ser homologado para poder receber navios de carga maiores somente dificultou a manobra dos navios, e fez com que cargueiros deixassem o porto com capacidade reduzida.


Essa situação é péssima para a infraestrutura portuária, que contava com investimentos para aumentar sua capacidade de exportação.

O IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) avaliou o canal do porto e constatou diversos obstáculos na área de dragagem como restos de embarcações, correntes e âncoras.


O presidente do Instituto de Logística Paulo Fleury constatou que o Brasil tem atualmente a pior avaliação em termos de infraestrutura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário